CNA cria Faculdade de Tecnologia para desenvolver conhecimentos na área do Agronegócio

cna

cnaA presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, a senadora Kátia Abreu, publicou, na última quarta-feira (19), uma novidade que animou a classe produtora de todo o país. Trata-se da criação da mais nova Faculdade de Tecnologia do Distrito Federal: a Faculdade de Tecnologia da CNA que, segundo comunicado oficial da senadora, nasce com a missão de produzir e difundir conhecimento, em nível superior, a qualificação de mão-de-obra, a promoção social e o desenvolvimento sustentável do Brasil. As inscrições estão abertas no site www.faculdadecna.com.br e o processo seletivo será realizado nesta quinta-feira (27). Serão oferecidas bolsas integrais e parciais para os melhores classificados.

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, louvou a iniciativa, visto que o setor canavieiro é um dos mais prejudicados com a falta de pesquisa e de cursos orientados para a lavoura de cana-de-açúcar. “Contamos basicamente com a assistência técnica dos órgãos governamentais e de nossas entidades de classe, mas o setor precisa de mais pessoas que se dediquem também às pesquisas relacionadas à cana. Esperamos que o curso da CNA nos leve a isso”, comentou o dirigente, parabenizando a criação da faculdade.

O primeiro curso superior da Faculdade é o de Tecnologia em Gestão do Agronegócio, com duração de três anos, na modalidade presencial, em Brasília (DF). A escolha da sede, de acordo com Kátia Abreu, é para que o estudante aprenda não apenas na sala de aula, mas também nos eventos, no relacionamento interpessoal, no contato direto com o dia-a-dia do Sistema CNA. “E para que possa participar dos projetos de pesquisa e extensão desenvolvidos pelo SENAR e pelo Instituto CNA também”, disse a dirigente da CNA. Posteriormente o curso também estará disponível em nível nacional, por meio de Ensino a Distância.  As disciplinas serão ministradas por técnicos da CNA e o corpo docente terá a participação de professores visitantes selecionados entre as maiores autoridades e empresários do agronegócio. Os alunos aplicarão os conhecimentos recebidos em sala de aula nas práticas de campo, previstas em projetos integradores que os colocarão em contato direto com a realidade da produção agropecuária.

 As aulas vão começar no dia 10 de março. “É com grande satisfação que comunico o início das atividades da Faculdade CNA de Tecnologia, um projeto estratégico, que foi desenvolvido nos últimos dois anos, e teve o credenciamento institucional e a autorização de oferta do primeiro curso pelo Ministério da Educação, ao final de 2013”, finalizou Kátia em comunicado da CNA.