Especialista em climatologia prevê boas chuvas para a Paraíba nos meses de Julho, Agosto e Setembro

“As previsões climáticas para os próximos três meses na Paraíba são otimistas e  apontam que as chuvas estarão acima da média e superiores as precipitações de maio e junho”. Essa afirmação foi feita nesta segunda-feira (21), pelo Doutor em Meteorologia, Dr. Alexandre Magno, durante evento remoto promovido pela Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Associação dos Fornecedores de Cana da Pernambuco (AFCP) e Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool no Estado da Paraíba (Sindalcool).

O especialista disse que de acordo com o sistema Australiano não há previsão de ter El Nino, nem La Nina intenso na região e que para o mês de agosto, quando começa a safra 20/21 na Paraíba, tem boa previsão de chuvas. “Há uma boa perspecativa de chuva que deve ficar dentro da normalidade esperada para essa época do ano, com apenas alguns pontos abaixo da média na região do Rio Grande do Norte. Na Paraíba teremos chuvas mais regulares e frequentes”, disse ele.

“A região litorânea deverá manter a média de pluviosidade, em relação aos anos anteriores, por conta do maior aquecimento da bacia do Atlântico”, disse o metereologista que utilizou um modelo climático que considera a temperatura da superfície do mar para realização dos cálculos. “Isto porque, sendo a superfície do planeta, em sua maior parte, coberta por oceanos, suas oscilações de temperatura tornam-se determinantes para as variações dos climas e, consequentemete, para previsão de chuvas”, explicou Alexandre Magno.

Para o presidente da Asplan, José Inácio, as previsões trouxeram bastante ânimo para os produtores. “É um alívio saber que temos previsão de boas chuvas e já a partir do final deste mês, com melhores perspectivas para Julho, Agosto e Setembro”, disse o dirigente canavieiro, reiterando que as explanações deixaram o setor agrícola mais tranquilo e animado. “Uma boa previsão de chuva, nos dá uma perpespectiva otimista em relação a tudo, pois isso faz toda a diferença em nossa atividade. Que o São João chegue logo e traga muitas chuvas”, finalizou José Inácio, elogiando as explanações do metereologista da AESA.