O uso consciente da água também pode e deve ser feito na Agricultura

econimia agua

econimia aguaHá poucos anos a água parecia praticamente inesgotável e hoje seu uso tem exigido muitos desafios da sociedade consumista e pouco consciente da escassez desse recurso natural. A seca de 2014 atingiu não só a agricultura, mas também metrópoles como São Paulo e isso fez com que muitas pessoas começassem a pensar sobre o uso individual da água. Assim, medidas simples começam a ser tomadas. Exemplos que já se tornaram clássicos é fechar a torneira da pia enquanto escova os dentes, tomar banhos mais rápidos e fechar a torneira do chuveiro enquanto ensaboa o corpo e os cabelos.

Mas, iniciativas para o uso consciente da água também vem sendo feito na agricultura. Afinal, ninguém vai querer que falte água, um bem tão precioso principalmente na produção de alimentos, vai? Assim, listamos cinco medidas que estão se tornando comuns no campo para se reduzir a água da irrigação, mas sem comprometer a plantação, produzindo bem e com qualidade.

Uma dessas medidas é armazenar água das chuvas. Para isso, usam-se cisternas, açudes, etc. Assim, durante os períodos chuvosos, esses reservatórios conseguem captar água para o ano inteiro. Gotejamento é outra técnica de irrigação bastante avançada. Ela utiliza gotejamento ao invés de irrigação com fluxo constante. Com essa técnica pode-se economizar até 35% da água e ter o mesmo resultado.

A irrigação responsável é outra medida importante. Quem precisa de irrigação deve estar atento às tecnologias que melhorem o uso da água e que tragam o mesmo resultado. Evitar a erosão também ajuda, porque com esse problema no solo, as plantas não conseguem aproveitar bem a irrigação e é preciso molhar o solo várias vezes.

 E, por fim, o uso de telas ‘sonbrite’ médias e pequenas que é muito bem-vinda. Quando a exposição ao sol leva mais tempo como no verão, as plantas ficam ressecadas, precisando reforçar na irrigação. Para evitar que as plantas precisem de mais água, o uso de telas em plantações médias e pequenas é muito bem-vinda, pois elas controlam a entrada de radiação na lavoura. A economia pode chegar a 20%.