Representante da Asplan participa do 10º encontro do GIFC em Alagoas e conhece técnicas promissoras que estão sendo utilizadas

gifc

gifcFoi com o objetivo de conhecer o conjunto de técnicas para o sucesso de uma boa irrigação que o engenheiro agrônomo da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) Luís Augusto de Lima, participou, entre os dias 20 e 22 de novembro, do 10º encontro do Grupo de Irrigação e Fertirrigação de Cana-de-Açúcar, também conhecido pela sigla GIFC.  O encontro aconteceu em São Miguel dos Campos, em Alagoas e também contou com a participação de produtores paraibanos como foi o caso do fornecedor de cana Marcos Frederico Ribeiro Coutinho Filho. Na oportunidade, os participantes assistiram às palestras sobre o tema e conheceram in loco os casos de sucesso que envolve, na realidade, um conjunto de técnicas. O destaque do encontro foi a visita à fazenda Santo Antônio.

A programação teve início no dia 20 de novembro, às 14h, com a visita ao Programa de melhoramento genético Cana Energia, na Estação Experimental GranBio, na Fazenda Andorinha, em São Miguel dos Campos (AL). No dia seguinte, o grupo participou de uma reunião do GIFC, na Usina Coruripe, próxima à cidade de Maceió, capital alagoana. Na ocasião, os produtores presentes assistiram à palestra “Manejo da Irrigação na Usina Coruripe”.  Depois foi a vez da apresentação da palestra “Irrigação em Cana de Açúcar é Viável?”, seguida pelas apresentações dos temas: “Variedades de Cana de Açúcar Responsivas a Irrigação” e “Custo de Cana Irrigada em comparação com cana de Sequeiro”. Às 12h teve início a visita de campo e foi aberto o espaço para o debate dos temas abordados.

No último dia do 10º encontro do GIFC, os participantes, todos eles produtores de cana, visitaram a Fazenda Santo Antônio para conhecer o sistema de Irrigação e Fertirrigação em cana Plene Evolve, desenvolvido pela Syngenta no local. Segundo o Engenheiro Agrônomo da Asplan, Luís Augusto, esta visita foi a maior novidade do evento. “Lá nós vimos o brilhante caso de sucesso do produtor Edílson Maia, um homem inteligente com as suas invenções e sempre preocupado em inovar e superar os desafios”, disse o engenheiro, explicando que na fazenda foi implantado o sistema PLENE, em parceria com a Syngenta, e também o sistema de irrigação de alas móveis da RAESA. “O PLENE entusiasmou tanto o produtor que ele até desenvolveu uma plantadeira para mudas prontas onde a mesma sulca, planta e aduba em média 3 hectares por dia com 4 pessoas, reduzindo assim os custos de plantio”, frisou Luís, lembrando que o proprietário da Fazenda também desenvolveu um canteirizador para fazer o preparo de solo de suas áreas, o que se mostrou bastante promissor.

Para o engenheiro, o encontro foi importante para mostrar o conjunto de técnicas utilizadas para o sucesso da irrigação. “A ideia principal do evento foi enfatizar não só a importância da irrigação na melhoria da produtividade, e sim o conjunto de técnicas utilizadas, desde a escolha da variedade certa para o melhor ambiente e adubação de expectativa de produção até o sistema de plantio de mudas sadias provenientes de viveiros”, argumentou Luís Augusto.

O GIFC

O Grupo de Irrigação e Fertirrigação de Cana-de-Açúcar (GIFC) é uma associação sem fins lucrativos e apolítica que reúne empresas fabricantes de produtos e subprodutos derivados da cana-de-açúcar e produtores de cana-de-açúcar, representantes das empresas e também dos produtores supracitados, além de profissionais liberais e consultores ligados à irrigação e fertirrigação de cana-de-açúcar.