Fersucro apresenta novidades para a agricultura de precisão e novas variedades de cana

A 9° edição da maior feira do setor sucroenergético do Norte/Nordeste, a Fersucro, chegou ao fim na última sexta-feira (13) com um saldo positivo de quase sete mil visitantes de todo país e cerca R$ 8 milhões gerados em negócios fechados. O evento, que aconteceu em conjunto com o 29º Simpósio da Agroindústria da cana-de-açúcar de Alagoas, foi realizado durante três dias consecutivos no Centro de Convenções de Maceió (AL), onde os visitantes conheceram o que existe de mais moderno e eficiente na produção, colheita e beneficiamento da cana-de-açúcar. O engenheiro agrônomo da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Luís Augusto de Lima Santos, também foi conferir essas novidades, principalmente no que se refere às técnicas de cultivo e às novas variedades de cana que vem sendo utilizadas no Nordeste.

A Fersucro é organizada todos os anos pela Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil (STAB Leste) em parceria com Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Durante os três dias do evento, os visitantes, conferiram os mais de 50 estandes montados de cerca de 60 empresas expositoras de máquinas pesadas destinadas ao uso nas propriedades de cana e participaram de importantes palestras técnicas visando alavancar seus negócios. O engenheiro agrônomo da Asplan, Luís Augusto de Lima Santos, disse o que mais chamou sua atenção foi uma palestra que apresentou os detalhes da “agricultura de precisão” e a tecnologia utilizada para mapear as propriedades de cana.

“Vimos muitas palestras relacionadas à irrigação, varredura, mas o que me chamou a atenção foi a de agricultura de precisão, onde você aplica insumos de forma racional e econômica, buscando o máximo de sua operação onde realmente necessita. Isso é feito através do mapeamento da propriedade, realizado por um software especial. Essa é uma novidade que com o tempo chegará em toda e qualquer propriedade. É o futuro na agricultura”, destacou o engenheiro, salientando também que outras novidades em variedades genéticas também foram apresentadas na Fersucro.

Segundo o engenheiro Luís Augusto, o estado de Alagoas, por ser o maior produtor de cana-de-açúcar do Nordeste brasileiro, serve de parâmetro para todos os demais estados, visto que ele também está à frente em tecnologia, irrigação e outras técnicas de agricultura responsáveis pelo sucesso da colheita de cana. “Durante o evento, foi mostrado também que três variedades em especial estão se desenvolvendo muito bem em Alagoas, que são a RB 962962, a RB 951541 e a RB 931003”, disse Luís Augusto.

Para o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, a Fersucro é um evento consolidado nacionalmente e é hoje uma das maiores oportunidades que os produtores de cana possuem para trocar experiências e realizar grandes negócios, como a aquisição de maquinário para as propriedades. “O estado de Alagoas é um referencial para o produtor de cana e o evento tem o objetivo justamente de fomentar o desenvolvimento do setor no país e discutir as melhorias possíveis a partir de suas experiências”, reforçou o dirigente, lembrando que em 2013 o evento deve trazer ainda mais novidades, visto que a Fersucro comemora 10 anos de existência e o Simpósio da Agroindústria da Cana-de-açúcar de Alagoas completa 30 anos.

News – Assessoria & Comunicação
Jornalista responsável: Eliane Sobral (DRT-PE 1993)
Repórteres:
Eliane Sobral (DRT-PE 1993)
Juliana Lichacovski (DRT-PB 2917)
Lusângela de Azevedo (DRT 4744/02-40)
Contato: (83) 3221-8829/ 3221-8830
Twitter: @Elianenews