Asplan se engaja no Outubro Rosa e realiza evento com as voluntárias da ONG ‘Mãos que Acolhem’

or_asplanIntegrantes da ONG ‘Mãos que Acolhem’ participarão de evento na Asplan, no próximo dia  19, às 14h, em alusão a campanha Outubro Rosa

Segundo tipo de câncer mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Estudos realizados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) comprovaram que em 2014 aconteceram mais de 57 mil casos de câncer de mama no Brasil. Em 2015, quase 58 mil casos foram registrados. E para chamar a atenção de suas colaboradoras para a importância da prevenção e se engajar nas ações do Outubro Rosa, a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) promoverá um evento, em seu auditório, no dia 19, a partir das 14h, com as voluntárias da ONG Mãos que Acolhem. A apresentação também é aberta ao público interessado

Na ocasião, as integrantes da ONG farão uma palestra sobre a importância da prevenção e de como encarar o diagnóstico da doença sem se desesperar, haverá ainda depoimentos de mulheres que foram mastectomizadas que vão dar seus testemunhos de como conseguiram superar a doença e voltar a ter uma vida normal. A programação incluiu também a apresentação do quarteto musical ‘Amor solidário’, formado por integrantes da ONG Mãos que Acolhem.
“Diagnosticado no início, esse tipo de câncer tem elevadas taxas de cura, sendo o autoexame e a realização de mamografias os métodos mais eficazes nessa identificação precoce”, explica a vice-presidente da ONG Mãos que Acolhem, a psicóloga e voluntária, Leonice de Farias. A presidente da ONG, a enfermeira Jeane Santos, descobriu um câncer de mama quando ainda amamentava sua filha, na época com quatro meses, precisou fazer a mastectomia e é uma das mulheres que dará o testemunho no dia 19, na Asplan.
A gerente administrativa da Asplan, Kiony Vieira, lembra que todos os anos a Associação desenvolve uma programação alusiva ao Outubro Rosa. “Avaliamos que é muito importante as entidades se engajarem nessa campanha que busca alertar as mulheres sobre os cuidados que ela deve ter para identificar a doença na fase inicial, por isso, todos os anos, realizamos atividades para ampliar essa conscientização e contribuir com a prevenção”, afirma Kiony.

Sobre a Mãos que Acolhem

A ONG Mãos que Acolhem existe desde 2013 e é, atualmente, formada por 44 voluntárias, das quais 33, são mulheres que passaram pela experiência do câncer de mama e tiveram que se submeter a mastectomia (retirada do seio). As voluntárias exercem diversas profissões, tais como, psicologia, enfermagem, serviço social, o que possibilita um atendimento multifuncional às mulheres que sofrem com o câncer. O grupo realiza ações diversas, tais como, campanhas, palestras, visitas domiciliares e em hospitais, acompanhamento psicológico, doação de cestas básicas, de remédios, de complemento nutricional, realização de bazar e brechós para angariar fundos para a ONG, etc.

Todas as ações são espontâneas e oriundas das próprias voluntárias e as doações além das voluntárias são feitas por pessoas que acreditam e apoiam o trabalho da ONG, cuja sede fica na Rua Dom Pedro I, Nº 392, Sl 407, no edifício Capital Center, no Centro de João Pessoa, mesmo local do consultório de psicologia da vice-presidente da entidade, que também realiza um trabalho de atendimento voluntário às mulheres encaminhadas pela ONG. Quem quiser contato com a ONG pode ligar no 83-98851-8458 ou 98885-1256.