DETEC da Asplan se reúne com representantes da Yara para conhecer programa que aumenta rentabilidade e desempenho da lavoura

Aumentar a rentabilidade dos produtores e melhorar a sustentabilidade agrícola. Essa é a proposta do Digital Farming, um programa de Sistema de Recomendações da Yara Fertilizantes que agora estará à disposição dos canavieiros da Paraíba. E nesta quinta-feira (02), representantes da empresa, que é líder em nutrição de plantas, se reuniram com a equipe do Departamento Técnico da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), para divulgar as vantagens de uso desta tecnologia. A reunião aconteceu na sede da Associação, em João Pessoa, e contou com a participação do diretor técnico do DETEC, Neto Siqueira.

“A Yara possui esse software que foi desenvolvido pela empresa e que realiza a recomendação de adubação e calagem, com base na análise de solo de cada produtor e que alinha as necessidades nutricionais de cada área, com todo o portfólio da Yara, relacionando também com os diferentes estágios da cultura que no nosso caso é a cana, mas, pode ser qualquer outra”, explica Neto.

O diretor do DETEC lembra ainda que para ter acesso às vantagens desta tecnologia disponibilizada pela Yara, o produtor trará uma amostra de seu solo para ser analisada por um laboratório parceiro do DETEC/ASPLAN e, em seguida, receberá uma recomendação genérica do Departamento recomendando as doses dos nutrientes e receberá também essa recomendação da Yara, onde ela fará a sugestão com base no seu portfólio. “Com essas observações, o produtor ficará livre para escolher se compra da Yara ou de outra empresa fornecedora, mas, terá um indicativo muito bom de como proceder para melhorar sua produtividade”, reitera Neto Siqueira, lembrando que essa análise fica a cargo da Asplan e não da Yara.

O agrônomo da Asplan, Luis Augusto, destaca ainda a vantagem de que o software da Yara foi criado utiĺizando uma ampla base de dados e diversos experimentos, além de trabalhos de campo e científicos realizados em cada região produtora do país, nas mais diversas culturas. “Esse universo de informações cruzadas, dá ao produtor uma excelente coordenada de como investir em nutrientes, tirando deles a maior vantagem possível”, afirma Luis.

O representante da Yara, Eduardo Saldanha, reforça que o principal objetivo do Sistema de Recomendações da Yara é fornecer, por meio da interpretação de resultados de análise de solo, indicações muito exatas do estado da fertilidade do solo, e a partir daí, poder recomendar um programa de adubação muito mais assertivo, no que diz respeito a suprir as necessidades nutricionais da cultura, tanto em macro, quanto micronutrientes. “Tudo isso, aliado ao fato de uso de fertilizantes e dados de alta performance, tanto de fertilizantes sólidos, quanto fertilizantes foliares ou bioestimulantes”, reforçou Saldanha, lembrado que para ter acesso ao sistema, o produtor precisa vir através da Asplan.