Enfarte fulminante provoca morte de Murilo Paraíso ex-presidente e diretor da Asplan

A morte do ex-presidente e diretor Administrativo e Financeiro da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba-Asplan, Murilo Correia Paraíso, ocorrida neste domingo (26), provocada por um enfarte fulminante, deixa de luto o cenário canavieiro da Paraíba. Murilo, que era engenheiro por formação e produtor de cana, foi presidente da entidade no mandato de 2014 a 2017, tendo como uma das principais realizações de sua gestão a reforma e revitalização do prédio sede da Asplan, localizado em João Pessoa. Murilo era pernambucano, mas era radicado na Paraíba há muitos anos. Deixa viúva e duas filhas. Por ironia do destino, o aniversário dele foi ontem, quando completou 74 anos.

“Murilo agregou valor a nossa Associação, foi na gestão dele que a nossa sede passou por uma estruturante reforma. Era uma pessoa presente, disponível e que fará falta. Mas, não nos compete questionar os designíos de Deus, só desejar que ele descanse em paz”, afirmou o presidente da Asplan, José Inácio.

Por força das circunstâncias, o velório será realizado apenas das 14h às 16h, no Crematório Caminho da Paz, em Cabedelo, com a ressalva de que os que forem se despedir dele estejam protegidos com máscaras. “Além de reverenciar a memória de Murilo, precisamos preservar a vida, que tão bem se materializava no largo sorriso de nosso amigo e diretor que chamávamos carinhosamente de Murilão”, finaliza José Inácio.