Governo estuda possibilidade de ampliar por mais um ano prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural

car projecao

car projecaoO Ministério da Agricultura estuda a possibilidade de ampliar o prazo para a inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR) por mais um ano. O que vigora até agora é que os produtores têm até maio para fazer a inscrição. Segundo dados do Ministério da Agricultura, este mês, o cadastro registrou 576 mil imóveis rurais. Isso representa cerca de 11% da meta, de 5,2 milhões de propriedades que devem ser registradas no País.

Segundo o Ministério da Agricultura, o Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, que tem por finalidade integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente (APP), das áreas de Reserva Legal, das florestas e dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Uso Restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do País.

Para realizar o registro de seu imóvel, primeiro o produtor precisa de acesso a um computador com internet, pois o cadastro rural só pode ser feito pelo computador. De acordo com os dados apresentados, o produtor entra na página do CAR, baixa o programa chamado “Módulo de Inscrição” e instala no seu computador. Em seguida, o proprietário deve preencher dados pessoais e da propriedade e o próprio sistema fornece as imagens de satélite do imóvel rural. As imagens de satélite disponíveis para cadastramento do imóvel devem ser instaladas no programa “Módulo Cadastro”.

No final responde-se a um questionário, fornecendo informações complementares sobre a situação do imóvel. “Quando terminar tudo, deve-se selecionar o botão “Finalizar”, que vai armazenar o protocolo que será emitido. Daí sim, será a vez de enviar esse cadastro do sistema SiCAR para emissão do Recibo de Inscrição CAR”, explicou Jancerlan Gomes Rocha, Chefe do Setor de Geoprocessamento da SUDEMA, durante palestra nesta quarta-feira (28), na sede da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). Ele disse ainda que  no site (www.car.gov.br) o produtor encontra o passo a passo.