Obras de pavimentação da PB 016 devem ser iniciadas em março do próximo ano

Os transtornos causados aos produtores que precisam escoar a produção de cana-de-açúcar, inhame, abacaxi e outras culturas, além das pessoas que usam a PB 016, em Santa Rita e que convivem com os buracos e más condições da via que tem lama, no inverno, e poeira no verão, estão com os dias contados. Isto porque, as obras de pavimentação da via devem começar em março de 2018. Essa data foi estipulada pelo secretário de Estado dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia da Paraíba, João Azêvedo.

Nesta terça-feira (17), o diretor de Planejamento do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), José Arnaldo, junto com os produtores Raimundo Nonato, Neto Siqueira, Ana Cláudia Tavares e Marcos Américo, representantes da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) fez uma vistoria na PB 016, entre a BR 101, na altura da Pousada do Conde até Odilandia, no trecho que compreende os cerca de 16 km que serão pavimentados. Eles foram checar o mapeamento da área que está sendo objeto de elaboração do projeto que vai viabilizar a obra.

Além da pavimentação deste trecho da PB 016, o DER vai realizar os serviços de terraplanagem das estradas vicinais de Santa Rita, situadas no entorno da Bacia do Gramame, por onde escoa boa parte da produção agrícola do município. Além, disso, já está em estudo o projeto de construção de quatro pontes na PB 016, que liga a BR 101 até o distrito de Odilândia, passando por Cicerolândia.

O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, destaca a importância dessas ações. “A melhoria da infraestrutura das estradas de Santa Rita é de fundamental importância, já que as vias são utilizadas para o escoamento da produção agrícola, no deslocamento dos habitantes das localidades e dos trabalhadores que lá atuam, no transporte de água mineral, já que a região tem grandes fontes, além da areia que é utilizada pela construção civil e indústrias cerâmicas. De forma que, qualquer intervenção neste sentido vai beneficiar não apenas os produtores, mas todas as pessoas que utilizam as vias”, reitera José Inácio. Ele lembra que o município de Santa Rita concentra a maior parte da produção de cana-de-açúcar da Paraíba, além de produzir inhame, abacaxi, macaxeira, milho e batata.

Atualmente, as estradas vicinais de Santa Rita estão em péssimas condições de tráfego, com muitos buracos e pontes precárias, que vêm sendo recuperadas, de forma amadora e voluntária, pela comunidade local.