Produtores canavieiros da Paraíba prestigiam lançamento do livro que resgata história da cana-de-açúcar em Pernambuco

O lançamento do livro dos engenheiros agrônomos Marcos Aurélio Cavalcante dos Santos e Benon José de Barros Barreto, que aconteceu na noite desta segunda-feira (18), na sede da Associação dos Fornecedores de Cana em Pernambuco, foi um momento ímpar no cotidiano dos produtores e industriais do setor canavieiro do Nordeste. Embora a obra “Cana-de-Açúcar em Pernambuco – O Que Você Já Sabe e Que Vai Saber Agora” tenha enfoque no estado pernambucano, o resgate histórico feito pelos autores extrapola as fronteiras e materializa feitos importantes para todo o segmento produtivo canavieiro da região. Pela importância do momento e também para abraçar e prestigiar amigos de longas datas, uma comitiva de produtores da Paraíba, incluindo o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), José Inácio de Morais, foi prestigiar o evento.

“O livro de Benon e Marcos além de destacar o protagonismo de Pernambuco no cultivo da cana-de-açúcar traz um resgate importante dessa história canavieira regional para as futuras gerações de produtores e relembra para os mais antigos trechos desta trajetória que muito nos orgulha, pois a cana-de-açúcar sempre foi e sempre terá um importante e destacado lugar na economia e desenvolvimento do Nordeste”, afirma José Inácio.

O dirigente da Asplan foi um dos que se pronunciou durante o lançamento e lembrou da trajetória profissional e também do olhar humanista de um dos autores da obra. “Dr. Benon é um exemplo que muito nos orgulha. Um excelente profissional na sua área de atuação, que aos 86 anos continua ativo, participativo e produtivo, com uma admirável força de trabalho, se mantém atualizado, tanto que continua dando consultoria a empresas do setor, e além de tudo isso tem algo extraordinário num ser humano que é ser solidário e humanista”, destacou José Inácio, lembrando da acolhida que até hoje Dr. Benon dá aos recém-formados engenheiros agrônomos, aconselhando-os, partilhando suas experiências de vida e encorajando-os e encaminhando-os para o mercado de trabalho.

Em pouco mais de 350 páginas, referenciadas por vivências de décadas de experiência dos autores no setor canavieiro, o livro exalta a importância de Pernambuco na cadeia produtiva de cana-de-açúcar e resgata passagens importantes desta trajetória que começou no Brasil colônia, pouco tempo depois do descobrimento do país pelos Portugueses. “A nossa pretensão foi resgatar a imagem e a importância de Pernambuco como produtor. Foi por aqui onde se instalaram os primeiros canaviais e foram implantados os primeiros engenhos. O interesse (do livro) foi tornar público e levar aos mais novos o conhecimento sobre o assunto e reforçar aos mais velhos para que não esqueçam disso”, ressaltou Marco Aurélio. O livro pode ser adquirido pelo valor de R$ 100,00.

“Eu não esperava e me surpreendeu, pelo calor humano, pela amizade e pelo respeito que temos nesses 70 anos do agro. Isso culminou com uma festa grandiosa e muito gratificante, principalmente, para mim e para Marcos Aurélio”, agradeceu Dr. Benon, que atua no setor há sete décadas, visivelmente emocionado.

Além do presidente da Asplan, José Inácio, da Paraíba foram prestigiar o lançamento, o primeiro vice-presidente da Asplan, Pedro Neto, o primeiro vice-diretor secretário da Asplan, Frederico Madruga, os produtores Hugo Amorim, Geraldo Uchoa e Antônio Uchoa, além do diretor do Departamento Técnico da Asplan, Neto Siqueira, os advogados da Associação, José Lindomar Júnior e Ricardo Afonso e o agrônomo Luis Augusto. Ainda falaram na solenidade, além dos autores, o dirigente da AFCP, Alexandre Lima, o industrial Gerson Carneiro Leão e Djalma Euzébio, da Stab. Todos enalteceram a importância da obra e a credibilidade de seus autores.