Produtores de cana do NE agora terão Feira anual para a realização de negócios e atualização de informações do setor

O ex-ministro da Agricultura do governo Lula, Roberto Rodrigues, vai fazer uma palestra no evento sobre as expectativas do setor sucroenergético frente às mudanças futura

Numa iniciativa pioneira, o setor sucroenergético nordestino contará com uma grande feira que deve oportunizar a realização de diversos negócios a preços diferenciados para o pequeno, médio e grande produtor. Chamado de NORCANA 2012, a primeira edição do evento, que acontece a partir desta segunda-feira 17 e vai até a próxima quarta-feira (19), na sede da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFPC), no bairro da Imbiribeira, em Recife, deve atrair produtores de cana, parceiros, industriais, órgãos de classe e diversas autoridades do setor privado e público para conferir as palestras e as oportunidades de negócios.

 Para o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, a feira também deve contribuir para o intercâmbio de informações sobre o manejo dos canaviais mediante os desafios da mecanização agrícola, bem como também servirá para que os produtores tenham acesso às perspectivas futuras do setor e à transferência de novas tecnologias.

O primeiro dia de evento começou com a abertura dos estandes às 8h para visitação do público. Às 17h, o NORCANA, que é uma realização da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFPC) por meio da Cooperativa de Produtores (COAF), será aberto oficialmente pelo presidente da AFPC e vice-presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil, Alexandre Lima. Ainda no primeiro dia de evento, o público assistirá à apresentação do ex-ministro da Agricultura do primeiro governo Lula, o engenheiro agrônomo formado pela ESALQ‑USP, Roberto Rodrigues, sobre as expectativas do setor sucroenergético frente às diversas mudanças futuras.

No segundo dia de programação do NORCANA 2012, os presentes participarão, às 15h, da exposição do Dr. Everton Pevvi, engenheiro mecânico da Massey Fergusson, sobre mecanização agrícola, e às 16h o público acompanhará a apresentação do empresário José Guilherme Queiros, da Implanor, a respeito dos desafios da colheita mecanizada no Nordeste, região que possui topografia bastante acidentada. As mudanças climáticas e seus impactos na agricultura serão expostos no último dia de evento, a partir das 14h30, pela climatologista do Instituto Agronômico de Pernambuco, Francis Lacerda – fundadora do Laboratório de Meteorologia de Pernambuco (Lamepe).

Já os estandes de negócios estarão abertos todos os dias da Feira dos Produtores de Cana de Açúcar. Para o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, a iniciativa de realizar o evento anualmente deve movimentar o setor sucroenergético paraibano no sentido de avançar tecnicamente no manejo da cana. “Este é o primeiro grande evento regional que temos voltado exclusivamente às necessidades do produtor de cana. Estamos bastante satisfeitos com a oportunidade de fazer bons negócios ligados a insumos e maquinário, além de ter acesso ao setor de uma forma muito mais ampla com informações de quem trata de questões do segmento em nível nacional”, disse o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, parabenizando a iniciativa da AFPC e da COAFe lembrando que vários produtores paraibanos já confirmaram presença no evento.

News – Assessoria & Comunicação
Jornalista responsável: Eliane Sobral (DRT-PE 1993)
Repórteres:
Eliane Sobral (DRT-PE 1993)
Juliana Lichacovski (DRT-PB 2917)
Lusângela de Azevedo (DRT 4744/02-40)
Contato: (83) 3221-8829/ 3221-8830
Twitter: @Elianenews