Produtores de cana prometem protesto contra Dilma no jogo inaugural da Arena Pernambuco

dilma inalguracao

dilma inalguracaoManifestação será realizada no próximo dia 20 em repúdio ao veto da presidente ao pagamento da subvenção

Está sendo organizado para a próxima segunda-feira (20) um protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT). A presidente estará em Pernambuco para o jogo de inauguração da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Grande Recife. Nesta terça-feira (14) representantes das entidades produtoras do Nordeste estão reunidos em Recife, na sede da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida),  para definir detalhes do protesto.

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, está participando do encontro e apoiará o protesto levando da Paraíba uma grande comitiva. “Temos que mostrar para a presidente Dilma que o veto da subvenção é uma medida que terá impactos muito negativos na economia do Nordeste e refletirá não apenas na região, mas em todo o país”, afirma Murilo. Com o veto, 21 mil produtores nordestinos de cana-de-açúcar que foram atingidos pela seca e tiveram perdas expressivas em sua produção foram prejudicados.  Ainda, consequentemente, serão atingidos, direta e indiretamente, por essa medida nefasta 744.000 trabalhadores ligados a cana-de-açúcar. Não bastasse isso, de forma indireta as populações de todos os municípios canavieiros, serão drasticamente prejudicados.

Apesar do Palácio da Alvorada já acenar para a causa dos produtores de cana, admitindo querer definir políticas de apoio à atividade agrícola na região Nordeste, o protesto está marcado e acontecerá. Segundo Alexandre Lima, dirigente da Unida, a manifestação contará também com apoio extra de agropecuários nordestinos atingidos pela seca e que também reclamam de falta de sensibilidade do governo federal.

“Não são apenas os produtores canavieiros que estão indignados com a falta de sensibilidade do governo federal, mas toda a classe produtiva do Nordeste e estaremos unidos nesta manifestação para mostrar a presidenta que nossa causa e justa e urgente”, finaliza Alexandre Lima.