Projeção da Conab para safra 2016/2017 aponta para aumento da produção de açúcar e redução do etanol hidratado

conab_noticiaO Brasil deverá produzir 684,77 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2016/2017, representando um crescimento de 2,9% em relação à safra anterior. A estimativa foi divulgada, nesta quarta-feira (17), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e projeta que a produção de açúcar no país deverá atingir 39,9 milhões de toneladas, 19,3% superior à safra anterior. Já a projeção para o etanol deve se manter acima de 27,8 bilhões de litros, com uma redução de 8,5%, em função da preferência pela produção de açúcar que tem maior rentabilidade.

Em relação a produção de etanol anidro (o que mistura com a gasolina). o boletim da Conab projeta um aumento de 2,5%, alcançando 11,49 bilhões de litros. Já para a produção de etanol hidratado, o volume poderá atingir 16,38 bilhões de litros, numa redução de 14,9% ou 2,87 bilhões de litros, resultado do menor consumo deste combustível.

A estimativa de área a ser colhida foi avaliada em 8,97 milhões de hectares, que representa um aumento de 3,7% comparada à safra anterior. O incremento de mais 318,4 mil hectares é resultado da cana bisada da safra 2015/16, do aumento de área própria de algumas unidades de produção e da reativação de unidades industriais.

Na região Nordeste deve aumentar a área colhida nesta safra e, consequentemente, a quantidade produzida. Na Paraíba, a área produtiva permanece sem alteração, equivalente a 124,4 mil hectares, com uma estimativa de produção de pouco mais de seis milhões de toneladas. O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, afirma que a expectativa de produção no Estado e de ter um incremento de cerca de 10% maior que a safra anterior. “Essa projeção de aumento pode ou não se concretizar, dependendo do volume de chuvas que cair até final deste mês”, afirma Murilo

Com informações do Portal Brasil