Sicredi e Bradesco farão apresentação das linhas de crédito do Plano Safra 2022/23 para produtores associados da Asplan

Representantes do Sicredi e do Banco Bradesco farão apresentações das linhas de créditos disponíveis para o Plano Safra 2022/23 aos produtores canavieiros que integram a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). As apresentações acontecerão em dias diferentes, sendo a primeira delas da Sicredi, nesta quinta-feira (21), as 9h30, e no dia 28, às 9h, acontecerá a do Bradesco. Ambas serão feitas na sede da Associação, na Rua Rodrigues de Aquino, 267, no Centro, em João Pessoa.

O diretor do Departamento Técnico da Asplan (Detec), Neto Siqueira, explica que o objetivo das apresentações é orientar melhor o produtor sobre a disponibilidade de linhas de crédito e recursos. “É importante que nossos associados possam conhecer todas as opções disponíveis no mercado financeiro para fazer as melhores escolhas de produtos e serviços”, argumenta ele, lembrando que além dessas, outras instituições podem agendar esse momento na Asplan.

Neto Siqueira (Detec)

Sobre o atual Plano Safra

O Plano Safra 2022/2023 vai disponibilizar um total de R$ 340,88 bilhões em financiamentos para apoiar a produção agropecuária nacional até junho do próximo ano. O valor, segundo o Ministério da Agricultura, representa aumento de 36% em relação ao Plano Safra anterior, que disponibilizou R$ 251 bilhões a produtores rurais. O novo plano foi anunciado no dia 29 de junho em cerimônia com a presença do presidente Jair Bolsonaro, da ministra da Agricultura, Thereza Cristina e outras autoridades. Do total de recursos disponibilizados, R$ 246,28 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização, uma alta de 39% em relação ao ano anterior. Outros R$ 94,6 bilhões serão para investimentos, um incremento de 29%.

Sobre PL de Crédito Suplementar

Informações disponibilizadas no portal da Secretaria Geral da Presidência da República destaca que no último dia 15 foi sancionado projeto de lei para a abertura de crédito suplementar ao Orçamento Fiscal da União no valor de R$ 1,2 bilhão em favor de Operações Oficiais de Crédito. A medida, segundo o Governo Federal, tem por objetivo a abertura do Plano Safra – 2022/2023, previsto para o período de julho de 2022 a junho de 2023, no âmbito das ações de subvenções econômicas em operações no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF); nas operações de custeio agropecuário; em operações de comercialização de produtos agropecuários; e em operações de investimento rural e agroindustrial.

Os recursos destinados ao Plano Safra constantes do projeto de lei serão provenientes do cancelamento de outras despesas primárias e  estão previstos no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 2º bimestre de 2022. O crédito, portanto,  não afeta a obtenção da meta de resultado primário, nem o cumprimento do Teto de Gastos.