Votação da subvenção para agricultores nordestinos é remarcada para próxima semana

representantesasplan

representantesasplanA votação da subvenção econômica destinada para os produtores de cana-de-açúcar do Nordeste, que foram atingidos pela seca e tiveram a produção de sua safra comprometida, foi adiada para a próxima terça-feira (19). O atraso no envio do relatório final da medida provisória 587 à Câmara dos Deputados foi o motivo do adiamento. O documento, no qual consta a liberação do subsídio financeiro no valor de R$ 10,00 por tonelada de cana fornecida às indústrias na safra 2011/2012, com limite de até 10 mil toneladas por produtor, foi aprovado na última semana pela Comissão Mista Parlamentar.

 “Não foi ainda dessa vez”, informou o presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), Alexandre Lima. Ele diz que por duas vezes, na terça-feira (12) e hoje (13), a subvenção deixou de ir para votação pelos deputados, mesmo agendada na Casa, por falta de tempo hábil para análise do relatório final, que demorou a chegar na Câmara. O dirigente conta que o documento já chegou, mas, não houve tempo para as lideranças partidárias aprovar a votação nesta semana, sem a necessidade de seção extra.

A subvenção entrou na MP 587, após uma emenda parlamentar do deputado pernambucano Pedro Eugênio (PT), solicitada pela Unida. Segundo a proposta, cada pequeno e médio produtor nordestino será beneficiado com R$ 10,00 por cada tonelada de cana fornecida às unidades industriais.

“Estaremos acompanhando atentamente a votação no Congresso, a exemplo do que fizemos essa semana, também estaremos em Brasília na próxima semana, pois essa subvenção é de suma importância para os canavieiros nordestinos, dela depende o equilíbrio de nossa atividade, atualmente”, afirma o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso.