Asplan assina convênio para avaliação de fertilidade do solo

solo fertil

solo fertilA Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) deu um passo importante para facilitar a vida do produtor de cana. É que a entidade, a partir de seu Departamento Técnico (Detec), assinou um Convênio de Cooperação Técnica entre com a Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE tendo como objetivo a avaliação da fertilidade do solo nos tabuleiros costeiros da Paraíba. A ideia é prestar mais essa assistência ao produtor de cana paraibano que agora poderá monitorar o pH dos seus solos e, com isso, caso necessite, fazer uma correção mais adequada.

Segundo o coordenador do Detec da Asplan, o engenheiro agrônomo, Vamberto de Freitas, a iniciativa possibilitará a melhoria da manutenção da produtividade no campo ao longo de anos de cultivo. “Com o convênio, o produtor paraibano não precisa se preocupar com cálculos para calagem. O produtor deve sim procurar o Departamento Técnico e obter os esclarecimentos sobre coleta de solo. Com essa amostra vamos encaminhar para a Universidade de Pernambuco e receber o resultado e suas recomendações, aplicando o recomendado, caso haja necessidade”, explicou o engenheiro.

O convênio tem como coordenador pela UFRPE, o professor Dr. Emídio Cantidio, e pela Asplan o coordenador do Detec, engenheiro agrônomo Vamberto Rocha. Além disso, o trabalho também tem o acompanhamento do engenheiro agrônomo, Luiz Augusto, também da Asplan. “Esperamos ajudar o fornecedor com esse convênio, afinal, seu principal objetivo é a recuperação da fertilidade do solo, recomendação de corretivos, fertilizantes e promotores de crescimento, para as áreas de produção de cana de açúcar do nosso estado”, comentou Vamberto.