Conab divulga nova lista de pagamento da subvenção da safra 2011/2012 para PB

conab materia

conab materiaA Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicou nova lista com nomes de produtores canavieiros que forneceram cana-de-açúcar para as usinas paraibanas, na safra 2011/2012, e que ainda podem receber recursos do Tesouro Nacional, a título de pagamento da subvenção federal. Totalizando as listas anteriores, divulgadas nos dias 14 de março 23 e 29 de abril, quando foram feitas 76 liberações, com as mais recentes, publicadas nos dias 30 de abril, 01 e 02 de maio, já somam R$ 831.332,77 o valor dos recursos já liberados para a Paraíba.

As listas com a relação dos nomes dos beneficiários estão disponíveis no site da Asplan www.asplanpb.com.br. O dinheiro foi remetido ao Banco do Brasil, através de Ordem de Pagamento ou depósito em Conta Corrente, e pode ser resgatado em qualquer agência da instituição. As listas contemplaram produtores dos municípios de Marcação, Rio Tinto, Cruz do Espírito Santo, Mamanguape, Araçagi, Rio Tinto, Itapororoca, Pedras de Fogo, Lucena, Conde, Baia da Traição, Santa Rita, Pitimbu, João Pessoa, Alhandra,  Curral de Cima, Mataraca, Caaporã, Marcação, Jacaraú e até Guanguaretama, no Rio Grande do Norte.

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, comemora a finalização do pagamento da subvenção referente à safra 2011/2012 e mantém a esperança de que o Governo Federal assegure o pagamento da subvenção das safras subsequentes. “A subvenção é muito importante para o equilíbrio da classe produtora de cana-de-açúcar do Nordeste, pois ela é uma forma de compensação das perdas dos fornecedores que, atualmente, têm seus custos de produção mais elevados do que o valor recebido pela matéria-prima”, afirma Murilo.

Essa semana, representantes do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (PECEGE) estiveram na Asplan, para colher dados e informações sobre custos de produção da cana-de-açúcar no estado e constataram que a diferença do custo de produção da tonelada de cana frente ao que se recebe pela matéria-prima na Paraíba, entre 2012 e 2014, atingiu a marca de R$ 30,00 de defasagem. “O custo para se produzir uma tonelada de cana-de-açúcar na Paraíba, atualmente, é de R$ 93,00, enquanto que a média recebida pelo fornecimento da mesma quantidade da matéria-prima foi de apenas R$ 62,00”, afirma o coordenador do Departamento Técnico da Asplan, Vamberto Rocha. Ele explica que para tentar equilibrar receita e despesa, o produtor canavieiro, nos últimos anos, tem diversificado a cultura, está cada vez mais endividado, diminuindo o uso de tecnologias e se valendo do adiantamento das indústrias e do pagamento da subvenção para sobreviver.