Expofeira Paraíba Agronegócios também tem divulgação do trabalho de produção de insumos biológicos da Estação de Camaratuba

Além de contar com a exposição de mais de três mil animais entre equinos, bovinos, caprinos e ovinos, além de outros negócios comuns a eventos desta natureza, quem for a Expofeira Paraíba Agronegócios 2019 poderá conhecer um pouco mais da produção de insumos biológicos da Estação Experimental de Camaratuba. Mantida pela Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), a Estação tem dois laboratórios que produzem insumos naturais capazes de controlar duas das principais pragas que atacam os canaviais no Estado: a Broca Comum e a Cigarrinha da Folha controlados, respectivamente, pela Cotesia flavipes (Vespas) e o Metahizium anisopliae (Fungo). A Feira começou no dia 15 e acontece até o próximo domingo (22), no Parque de Exposições Henrique Viera de Melo, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

A Feira é promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa)/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). As informações sobre os insumos da Estação de Camaratuba podem ser conferidas no standda Faepa, onde a Asplan tem um espaço reservado para essa divulgação. “Os visitantes da Feira que desejarem saber um pouco mais sobre essa produção terão todas as explicações do biólogo e coordenador dos laboratórios de controle de pragas, Roberto Balbino”, destaca o diretor técnico da Asplan, Neto Siqueira, lembrando que os insumos são distribuídos gratuitamente aos associados da Asplan e vendidos no mercado com preços competitivos.

Para o presidente da Asplan, José Inácio de Morais, a realização da Expofeira é importante para o setor produtivo da Paraíba. “Em eventos desta natureza além da realização de grandes negócios, acontece também o encontro e troca de informações e conhecimentos entre as pessoas que vivem da agricultura, da pecuária, da piscicultura, da fruticultura, enfim, dos vários segmentos do agronegócio. É uma oportunidade ímpar de fazer negócios e ajudar a fortalecer e divulgar um setor que é um dos mais importantes para a economia do país”, destaca o dirigente canavieiro.