Programa de subvenção para produtores de cana-de-açúcar será defendido em Audiência Pública no Congresso Nacional

senado 2

senado 2Audiência acontece na próxima terça-feira (08) e contará com a participação do presidente da Asplan, Murilo Paraíso

A importância da manutenção do programa de subvenção econômica federal para a equalização dos custos de produção dos canavieiros nordestinos em relação aos demais produtores do Sul e Sudeste será pauta de debates no Congresso Nacional, na próxima terça-feira (08), às 14h. O assunto será defendido pelo presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), durante a realização de uma Audiência Pública sobre a Medida Provisória 635. A MP trata sobre a ampliação do auxílio emergencial financeiro relativo aos desastres ocorridos em 2012, além de outras providências.

O dirigente da Unida foi convidado pelo deputado federal Givaldo Carimbão (PROS-AL), relator da Medida Provisória 635, para defender a manutenção do programa de subvenção. O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, também vai participar da Audiência e lembra o quanto é importante que a subvenção seja mantida pelo Governo Federal. “A subvenção assegura a equalização dos custos de produção de cana do Nordeste frente as demais regiões do país, além de reparar parte das perdas que se tem, por exemplo, com a seca que é uma situação recorrente no Nordeste”, destaca Murilo, lembrando que a subvenção deveria ser permanente. “Ela deveria ser respaldada em lei porque só assim o setor nordestino consegue competir com o centro-sul”, finaliza o dirigente da Asplan.